sexta-feira, dezembro 02, 2016

Equador e a beleza das gentes para desejar-lhes...



...um fim de semana leve e amoroso e que o mês de dezembro anuncie um Ano Novo de paz, cores e alegria. Obrigada pelo convívio aqui, no Correndomundo.



























De vez en cuando la alegría tira piedritas contra mi ventana.

Quiere avisarme que está ahí esperando, pero me siento calmo casi diría ecuánime.
Voy a guardar la angustia en un escondite y luego a tenderme cara al techo, que es una posición gallarda y cómoda para filtrar noticias y creerlas.
Quién sabe dónde quedan mis próximas huellas ni cuándo mi historia va a ser computada, quién sabe qué consejos voy a inventar aún y qué atajo hallaré para no seguirlos.
Está bien no jugaré al desahucio, no tatuaré el recuerdo con olvidos, mucho queda por decir y callar y también quedan uvas para llenar la boca.
Está bien me doy por persuadido que la alegría no tire más piedritas, abriré la ventana, abriré la ventana".

Mario Benedetti

quarta-feira, novembro 30, 2016

Fernando Botero, orgulho da Colômbia.

Monalisa - 1978

" Cuando se observa un cuadro, es importante reconocer de donde procede el placer. Para mi es la alegria de vivir unida a la sensualidad de las formas. Por esto, mi problema es expresar sensualidade por medio de formas."   Fernando Botero 



El Estudio - 1984


Imprescindível, em Bogotá, uma visita - na emblemática Candelária - ao Museu Botero, que fecha somente às terças-feiras e tem entrada gratuita. Ali estão 123 obras suas em óleo, aquarela, pastel e , além do mais, interessantes esculturas.



Una Familia - 1989


Fernando Botero , o maior, mais conhecido  e mais divulgado artista colombiano contemporâneo, fez escolhas bastante próprias, criando um estilo que pode ser facilmente reconhecido . Quem nunca encontrou reproduções de suas gravuras  nos mais diversos países e lugares ?



Hombre a Caballo - 1990


Penso que Botero - pintor figurativo, não realista  - não pinta pessoas obesas...Ele pinta - e esculpe - figuras volumosas, sejam pessoas, frutas, flores, animais, objetos. O ideal estético, que nutre suas criações, tem a ver com formas e volumes - e a leveza que delas se pode extrair.


Pedro e ... Mujer delante de una ventana - 1990


Fernando Botero nasceu em 19 de abril de 1932, em Medellín, cidade em que estão expostas e constituem grande atração turística as 23 esculturas doadas por Botero à cidade natal. A sua Monalisa, simpática e gordinha, é uma das reproduções mais distribuídas e vendidas por toda a Colômbia.



Madre Superiora - 1996


Fez um curso em Madrid e depois foi para Firenze, onde aprofundou a reflexão intelectual e a dimensão filosófica da arte, mas ainda não havia definido bem a estratégia estética para seu trabalho.Foi, entretanto, na Itália, que começou a desenvolver o estilo que marcaria o conjunto de sua obra.


Courbet - 1994


" Cuando se es joven, se quiere combinarlo todo; yo también; quise aunar el color de Henri Matisse, la construcción de Pablo Picasso , la pincelada de Vincent Van Gogh. " Essas são palavras de Botero que informam sobre sua trajetória no contato com obras europeus.



La Monja





































No Museu Botaro, podem ser vistas obras do acervo pertencente ao pintor além de encontrar ali trabalhos magníficos de Monet, Renoir, Van Gogh, Salvador Dalí,  Picasso e outros. Importante é o reconhecimento de que Gabriel Garcia Marques e Fernando Botero deram intensa visibilidade à cultura atual da Colômbia e da América Latina. Como Botero afirmou: um artista só é universal se está enraizado na cultura de sua paróquia.



En el Parque - 1999


O Museu Botaro - junto ao admirável Museo de Arte del Banco de la República, que mostra, em 3500 obras, a história da arte colombiana - é um belo espaço para passar-se horas agradáveis, almoçar ou tomar um café colombiano; ver a arquitetura do prédio; caminhar pelo florido jardim interno e admirar, com calma, o estilo boteriano e as obras que ele mesmo colecionava. Imperdível.


Jardim interno do Museu Botero

quinta-feira, novembro 24, 2016

Bogotá/Quito - Primeiras notícias do Equador

Botero : Mulher com Fruta - Bogotá

Meu último dia de passeio na Colômbia foi, realmente , a cereja do bolo : uma longa  visita ao Museu Botero, o maior artista contemporâneo do país, de quem eu já havia conhecido algumas de suas fantásticas obras, tanto na Colômbia quanto na Europa. Botero terá uma postagem só para ele no correndomundo. Aguardem!



Bandeira do Equador no Palácio Presidencial


Muito cedo - 05 h - Pedro e eu fomos para o aeroporto de Bogotá. O trânsito já estava barulhento e caótico. Novamente pela Avianca, fizemos Bogotá / Quito em 1h40min. Viagem boa. Atendimento gentil. Café da manhã razoável. Desembarque  tranquilo em Quito - nem pediram o comprovante de vacina contra febre amarela, que me custou tempo e irritação em Porto Alegre.



Centro de Quito no domingo à tarde


Foi simpatia à primeira vista com a capital do Equador - até o trânsito é menos barulhento e um pouco mais calmo de que os dois países já visitados nesta viagem. Um motorista nos esperava, pois eu havia contratado um transfer para o Hotel Real Audiência, onde estamos hospedados, aqui no centro histórico, na Praça São Domingos.



Detalhe da Igreja de San Domingo


Por sorte, este é o nosso terceiro dia em Quito, e o terceiro dia com temperatura agradável e com sol. Diz-se que, neste lugar, é comum fazer as quatro estações em 24 horas seguidas.. Quito está localizado ao redor de 2800 metros acima do nível do mar, em um vale na serra e cercado por grandes montanhas. Paisagem deslumbrante!



Montanhas vistas desde Mariscal

Em 1970, a UNESCO listou as duas primeiras cidades consideradas Patrimônio da Humanidade: Cracóvia, na Polônia, e Quito, no Equador. A razão por que Quito foi escolhido tem a ver com seu Centro Histórico - o mais bem preservado e menos alterado da América Latina. É realmente admirável.


Centro Histórico - desfile comemorativo dos 492 anos da fundação de Quito


Talvez o Equador seja o país da América Latina menos conhecido dos brasileiros. Assim como o Chile, ele não partilha fronteiras com o Brasil. Notei a presença de muitos turistas internacionais, como alemães, mexicanos, americanos do norte e - é óbvio! - asiáticos. Lamentei a ausência dos brasileiros. Visita certamente recomendada - entre outros motivos, por sua  geografia e pela gentileza dos equatorianos.



Diversidade geográfica

País encantador, é pouco maior que o Estado de São Paulo - e trinta vezes menor que o Brasil  Sua moeda é o dólar americano (USD) - o que assusta um pouco, embora eu não o veja como o país mais caro de nossa vizinhança. Foi no ano 2000 que, face a uma terrível crise econômica, o Equador trocou sua moeda, o sucre, pelo dólar, que passou a ser nacionalmente adotado



Vulcões e lagoas cristalinas


Sua população, ao redor de 16 milhões de habitantes, está distribuída em quatro grandes regiões: Serra - parte equatoriana dos Andes; Costeira - região plana e fértil, próxima do Pacífico; Amazônica - parte da Floresta Amazônica;  e Insular ( Arquipélago de Galápagos ). A maior cidade equatoriana não é Quito, a capital - é Guayaquil, situada na Costa do Pacífico.



Lagoa na cratera de um vulcão


Surpreende e encanta a diversidade  natural do Equador.  Além dos vulcões ainda ativos, como o Chimborazo, o maior do Equador, e o Cotopaxi, com mais de 5 mil metros, encontram-se lagoas, florestas, rios, praias, parques e áreas preservadas. Também a flora e a fauna são riquíssimas. Informações podem ser detalhadas no site:www. vivecuador.com


Máscaras artesanais

Seu artesanato é bonito e de boa qualidade - todo feito com materiais diversos, como prata, ouro, lã, couro, tecidos. São muito representativos da riquíssima cultura de diferentes etnias. O maior mercado de artesanato acredito ser o de Otavalo, sobre o qual publicaremos texto e fotos no correndomundo


Capital Mundial das Rosas

O setor agrícola do país é bastante ativo e reconhecido internacionalmente. Está em primeiro lugar ( mundial ) como produtor e exportador de banana; há uma pequena cidade denominada Capital Mundial das Rosas - exporta principalmente para Estados Unidos, Europa e Israel. É também um dos grandes produtores mundiais de cacau - produzem chocolates deliciosos! 



Admirável natureza

Equador tem uma elogiável especificidade, não facilmente encontrada neste nosso mundo predatório: em sua constituição há o reconhecimento dos direitos da natureza, com a proteção da biodiversidade do País - prioridade nacional explícita no Plano Nacional do Bom Viver. Há muito o que conhecer e com o que deslumbrar-se aqui!  Penso retornar!



Pedro encantado com a paisagem do Equador

segunda-feira, novembro 21, 2016

Museu do Ouro - Bogotá,Colômbia.


Magnífica peça a ser usada por nobres e xamãs

" El oro se extrae de la tierra,
se transforma, se usa, se hace
símbolo y vuelve a la tierra
como ofrenda."

Em material de divulgação do Museu do Oro


Delicadeza e arte na confecção de adereços

Imperdível atração, o Museu do Ouro - Museo del Oro - precisa constar da lista do que fazer ou do que ver em Bogotá, capital da Colômbia. Interessa como arte, cultura, história; comove pela beleza e esplendor de um povo e de um tempo. Abriga  33 mil  peças, das quais 5 mil estão em exposição. É, provavelmente, o maior museu de ouro do mundo. 



Diversidade de objetos e de técnicas

O Museu do Ouro faz parte de um valioso complexo de museus pertencente ao Banco da Republica da Colômbia.  Sua exposição permanente busca levar os visitantes a conhecer a história do ouro e de outros metais no âmbito das sociedades pré-hispânicas do atual território  colombiano.


Peça do acervo do Museu do Ouro

Em cinco grandes e ricas secções, o museu mostra:  o trabalho com metais, descrevendo as técnicas de mineração e manufatura antigas; a  gente e o ouro na Colômbia Pré Hispânica, mostrando o uso dos metais dentro da organização política e religiosa; o simbolismo e a cosmologia, relacionando os metais aos temas míticos e ao xamanismo; a oferenda, mostrando o mundo das cerimônias que dão equilíbrio ao mundo; e,  por último,  busca a interatividade e a reflexão  sobre a    diversidade e o significado do patrimônio que no Museu do Ouro se preserva.



Delicadas peças em ouro

Desde 1939, o Banco da República se propõe a investigar, preservar e dar a conhecer o patrimônio arqueológico da Colômbia, mantendo o Museu do Ouro. A maioria dos objetos expostos foram  nas zonas arqueológicas de San Agustín, Calima, Tumaco, Quimbaya e Nariño, onde, entre os anos 500 e 1000,  povos ancestrais viveram e se desenvolveram.



Adereço que incluía também sonoridade

O Museu do Ouro está localizado numa esquina do conhecido Parque Santander, no Centro Histórico de Bogotá e instalado em elegante edifício recentemente renovado. Oferece espaços amplos, com salas de exposições permanentes e temporárias, auditório, loja, restaurante e cafeteria. Oferece, ainda, visitas guiadas gratuitas em espanhol e inglês. Tem audioguias à disposição dos visitantes.


Na frente do edifício do Museu...

Está fechado todas as segundas- feiras. Mantém-se aberto , de terça a sábado, `das 9h às 19 h e , aos domingos, quando é grátis para todos os visitantes, está aberto das 10h às 17h. Mais informações podem ser acessadas em www.banrepcultural.org


Pedro no interior do Museu de que tanto gostou.


quarta-feira, novembro 16, 2016

Lima/Bogotá - Primeiras Notícias da Colômbia

Centro Histórico de Bogotá

Ainda com textos sobre o Peru e muitas fotos de Lima em stand by, começo a dar notícias minhas e de Pedro desde a Colômbia, onde já  estamos há quatro dias. Ainda não estamos bem adaptados aqui- verdadeiramente  preferíamos ter permanecido mais tempo no Peru. Este é um tempo ruim para vir a Bogotá: à tarde, diariamente, temos uma chuvinha que desperta nossas alergias adormecidas. Pedro, com rinite; eu, com bronquite.


Candelária


Até hoje temos usado como meio de transporte somente táxis. O preço das corridas equivale ao que se paga no Brasil, mas é o meio mais rápido de locomover-se em meio a um trânsito caótico, barulhento, pesado  e com motoristas que agem de forma inesperada - realizando mágicas nas ultrapassagens e nas trocas de pistas. Imaginem uma cidade com 8 milhões de habitantes e sem metrô ou outro transporte realmente massivo....

" Verde que te quero verde..."


Ontem, um dólar estava a 2,84 soles e, nas casas de câmbio onde estive,  havia muitos colombianos comprando a moeda americana - bom para eles, ruim para nós. Parece-me que a cotação costuma oscilar muito. Falam-me que os alimentos estão com preço alto, que a cesta básica tem tido aumentos consideráveis. 



                                                                                       
Candelária: Centro Histórico
Bogotá parece-me estar tranquila, ao menos no centro e, em especial, nas áreas turísticas. Como eu brincava com uma pessoa do hotel onde estamos: a cidade está protegida pelo espírito do Cacique Zipa, por todos os ancestrais indígenas,  pelas montanhas de Monserrate e Guadalupe e por um policiamento bastante numeroso e ostensivo.


                                                                      Centro Histórico

Estou encantada com a arquitetura deste Antigo Reino de Granada. Bonito de ver o harmonioso enlace da arquitetura colonial com a arquitetura atual. A Escola de Arquitetura de Bogotá é bastante famosa internacionalmente. Mesmo um leigo em estudos arquitetônicos, como eu,  pode admirar os arranha-céus - onde estão bancos, hoteis e centros de negócios - que parecem estar mesclados com
as históricas construções.

Candelária : Centro Histórico
                                                                       
Estivemos, durante uma tarde, no Centro Cultural Garcia Marques. Um espaço grande e interessante, frequentado por muitos jovens estudantes. Entre o que se encontra ali, estão cafeterias , incluindo uma filial da conhecida Juan Valdez ), restaurantes, espaços para recreação infantil e uma sensacional livraria - onde estive por mais tempo e de onde saí com mais uns três quilos de bagagem.              


Peatonal da Candelária em dia de Mercado de Pulgas

Nos dias seguintes, detalharei, aqui no Correndomundo, outros passeios já realizados, como a simpática cidadezinha de Zipaquirá, em que fomos visitar a Catedral de Sal, uma das grandes atrações da Colômbia. Nossa programação para hoje inclui a visita à Montanha de Monserrate e ao Museu de Botero. Ainda permaneceremos em Bogotá por mais cinco dias....depois, Equador.


                                                 Pedro, no Mercado e Rua da Candelária.
                                                     

domingo, novembro 13, 2016

Fontes de Lima

Fonte Mágica

É ótimo voltar a uma cidade e descobrir que ela tem novas e belas atrações - melhor ainda quando se trata de acréscimos aos espaços públicos. Em Lima, a novidade ficou por conta do Complexo de Fontes  Eletrônicas, inaugurada em 26 de julho de 2007.

Fonte Mágica

Conforme certificado do Guinness World Records , emitido em 2009 , lê -se : "O Complexo de Fontes maior do mundo em um Parque Público é o Circuito Mágico de Água, do Parque da Reserva de Lima, Peru, que conta com uma fonte de 80 metros de altura e 12 espetaculares cibernéticas numa conjunção de luz, cor, música e imagens".




Fonte com esculturas


As Fontes estão localizadas no Parque da Reserva, um espaço público harmonioso e bem cuidado, com 8 hectares, criado em 1929. Informações sobre telefones, horários, endereço, estacionamento e ingressos podem ser encontradas em : www.parquedelareserva.com.pe.



Parque da Reserva

Esse Parque foi construído em homenagem aos soldados que lutaram em defesa da cidade, na Guerra do Pacífico, em 1881. É Patrimônio Cultural da Nação e Ambiente Urbano Monumental. Seu desenho foi inspirado em parques europeus, mas com mesclas de estilo indigenista. É uma extensa área verde, curtida especialmente pela população local.


Visitantes no final da tarde...

O local é bastante utilizado como cenário para fotografias de casamentos e de aniversários de 15 anos. Infelizmente, no dia em que o visitei, as noivas não andavam por lá ...... bem que eu poderia ter aumentado minha coleção de fotos!  Havia, entretanto, filmagens e fotos do que me pareceu ser reunião de ex-alunos.


Fonte da Vida

Pelo seu alto custo, esse projeto municipal - grandioso e ambicioso - foi inicialmente rejeitado por parte da população que preferia que o orçamento dele fosse para saúde e educação. Hoje, dizem os peruanos com quem falei, construí-lo foi uma boa decisão já que se tornou um ícone da cidade e um símbolo de recuperação de espaços públicos da Capital.


Fonte da Ilusão

As 13 fontes recebem delicados e sugestivos nomes - Fonte Mágica, Fonte da Fantasia, Fonte da Ilusão, Fonte da Cúpula Visitável, Fonte Tanguis, Fonte da Harmonia, Fonte Arco-Íris, Fonte Túnel das Surpresas, Fonte Labirinto do Sonho, Fonte da Vida, Fonte das Tradições, Fonte Rio dos Desejos e Fonte das Crianças. 


Fonte das Surpresas

A Fonte Túnel das Surpresas foi a preferida de Pedro. Ele percorreu , por duas vezes, os  35 metros de comprimento dessa dessa fonte , caminhando por dentro de um túnel de água sem, entretanto, molhar-se. A mim , impressionou muito a Fonte Mágica com seus 80 metros de altura e a Fonte do Arco-Íris pela beleza das cores.


Fonte do Arco-Íris

Além das Fontes, há  bonitos monumentos no Parque e, no túnel que liga suas  duas divisões, há interessante exposição de fotos de projetos sociais, mantidos mantidos pelo Parque da Reserva - que é autossustentável. É uma das bonitas atrações de Lima - e recomendável para todas as idades.


Gostamos!
" Uns com os olhos postos no passado,
Vêem o que não vêem: outros, fitos
Os mesmos olhos no futuro, vêem
O que não pode ver-se.




Por que tão longe ir pôr o que está perto - 
A segurança nossa? Este é o dia,
Esta é a hora, este é o momento, isto
É quem somos, e é tudo.




Perene flui a interminável hora,
Que nos confessa nulos. No mesmo hausto
Em que vivemos,morremos. Colhe
o dia porque és ele."

Fernando Pessoa